COMO LIDAR COM OS SEQUESTROS

     Se o sequestro se efetivar, mantenha a calma e procure memorizar o máximo de detalhes possíveis (características físicas dos sequestradores, vestimentas, armas utilizadas, veículos utilizados e outros). Se possível providenciar, superficialmente, pistas que possam ser deixadas no local (componentes do disfarce dos sequestradores, botões de camisa, objetos, tudo enfim, que esteja com os meliantes e que possa ser retirada numa resistência bem encenada de sua parte). Procure ainda situar-se no espaço através da máxima utilização dos sentidos da audição e do olfato durante o trajeto do local do seqüestro para o cativeiro. Isso permitirá uma avaliação, mesmo que precária, da direção tomada ou mesmo do local aproximado do cativeiro, o que mais tarde auxiliará as investigações policiais posteriores.

Os 10 Mandamentos Anti-sequestro

1) Não ostentar riquezas. Estar sempre atento.

3) Acreditar na possibilidade do sequestro.

4) Instalar sistemas de proteção na residência.

5) Selecionar criteriosamente os empregados.

6) Não ser rotineiro.

7) Não andar sozinho.

8) Orientar familiares.

9) Usar carros que não despertem atenção.

10) Evitar facilidades.

     O fator preponderante para a minimização dos riscos de sequestros é a conscientização para o fato de ser um alvo potencial. A adoção de medidas de prevenção dificultarão, por certo, uma operação criminosa, a qual exigirá um maior detalhamento de reconhecimento e planos gerando, consequentemente, mais indícios que poderão ser detectados por alguém que saiba o que tem de evitar/investigar.